6 maneiras de manter a pele hidratada

As atitudes que promovem uma pele hidratada e viçosa trazem resultados que vão além da tão desejada aparência jovial. Isso porque, graças à adoção de alguns cuidados, todo o organismo se beneficia.

Se você deseja saber como otimizar a hidratação e ter uma cútis cada vez mais bonita, acompanhe o artigo!

Ouça este conteúdo:

Por que é importante manter a pele hidratada?

Manter a pele hidratada é importante tanto do ponto de vista estético quanto biológico. Em relação à estética, a hidratação ajuda a:

  • prolongar o frescor da juventude, aumentando o viço;
  • evitar o inchaço, decorrente da retenção hídrica;
  • prevenir rugas, flacidez, estrias e celulite;
  • tratar eczemas atópicos, ao preservar a barreira (epiderme, derme e hipoderme) de proteção.

Já em relação à importância fisiológica, o raciocínio é simples: uma pele hidratada é consequência de um organismo igualmente hidratado. Isso, por sua vez, é essencial para o corpo conseguir eliminar toxinas e absorver nutrientes.

Quais são os riscos de não hidratar a pele?

Em peles mistas, a consequência direta são as descamações. Nas peles claras e finas podem ocorrer manchas avermelhadas e erupções que lembram acne. Já nas muito oleosas, a oleosidade aumenta ainda mais.

Além dos problemas visíveis, a falta de hidratação prejudica a absorção de vitaminas hidrossolúveis. A deficiência de vitaminas C e do Complexo B, por exemplo, compromete o funcionamento do organismo em diversos níveis.

A falta de hidratação também pode favorecer o aparecimento de alergias e infecções. Afinal, boa parte desses problemas começam em lesões na barreira de proteção natural da pele.

Como hidratar a pele adequadamente?

Além de ingerir bastante água, há medidas complementares. Confira seis maneiras de manter a pele hidratada:

  1. Limpar com sabonete neutro e água fria. Não esfregue exageradamente, para não incentivar a produção de óleo;
  2. Aplicar um hidratante, para o seu tipo de pele, diariamente;
  3. Passar filtro protetor solar todos os dias;
  4. Peles muito secas podem usar óleos naturais (de amêndoa, coco, abacate etc) nas áreas mais ressecadas. Mas atenção: passe somente após os demais cosméticos, para o óleo não impedir a entrada dos ativos;
  5. Borrifar água termal ao acordar e antes de dormir. O produto devolve o equilíbrio tanto para peles secas como oleosas;
  6. Evitar banhos demorados, principalmente muito quentes, o que compromete a oleosidade natural e leva ao ressecamento.

Como otimizar a hidratação da pele?

uso de dermocosméticos colabora para manter a pele hidratada. Recomenda-se aplicá-los duas vezes ao dia, pela manhã e à noite. Durante o período noturno a hidratação é mais profunda, por conta da maior penetração dos ativos.

Entre os componentes com propriedades hidratantes presentes nesses produtos, destacam-se: ácido hialurônico, retinol, pro-xylane, entre outros. Converse com seu dermatologista sobre qual o dermocosmético mais benéfico para o seu tipo de pele.

Por que a alimentação também importa?

No livro O segredo da água, o dermatologista norte-americano Howard Murad explica que tão importante quanto tomar água é o consumo de alimentos saudáveis. Sem um aporte nutricional adequado, a hidratação não é eficiente.

Segundo Murad, os cuidados com a pele começam pelas células, pois o acúmulo de toxinas as danifica. Além do envelhecimento precoce, isso pode levar ao aparecimento de doenças degenerativas.

Em contrapartida, a ingestão regular de água, bem como frutas, legumes e verduras, leva à:

  • regulação da função intestinal, evitando constipações e inchaços;
  • facilidade no processo de emagrecimento, graças à sensação de saciedade;
  • fortalecimento do sistema imunológico e prevenção de doenças degenerativas.

Para tirar o melhor proveito dos alimentos, coma vegetais frescos e crus, pois concentram maior quantidade de fibras, vitaminas e minerais.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda o consumo mínimo de 400 gramas diárias de frutas e vegetais. Na prática, são:

  • três frutas por dia, você pode consumir duas nos lanches e um suco no almoço, por exemplo;
  • duas ou três variedades de legumes e verduras (no almoço e jantar).

Assim, a diferença entre uma cútis de pêssego e uma que mais parece um maracujá-de-gaveta está na hidratação ideal. Mas, para alcançá-la, é preciso mais do que beber dois litros de água por dia — convenção um tanto genérica, aliás. A maneira mais eficaz de manter sua pele hidratada é passar pela avaliação de um dermatologista e seguir recomendações individualizadas.

E então? Achou o artigo útil? Compartilhe-o em suas redes sociais e ajude a divulgar os benefícios da hidratação adequada. Caso tenha dúvidas, entre em contato com a Academia da Pele!

Compartilhe nas suas redes!

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter

    Inscreva-se em nossa newsletter

    Receba mais informações sobre cuidados para a saúde em seu e-mail.

    Artigos relacionados:

    Covid-19: procedimentos que ajudam na recuperação

    Autocuidado é muito mais que estética....

    “Tenho acne. Posso fazer limpeza de pele?”

    Será que a limpeza de pele...

    Quem tem silicone pode fazer mamografia?

    Você tem medo de “estourar” as...