Causas do ressecamento da pele

O ressecamento da pele é uma condição que acomete tanto homens quanto mulheres, de todas as faixas etárias. Se esporádico, decorrente de banhos muito quentes, por exemplo, não passa de um incômodo facilmente solucionável. Basta evitar o fator desencadeante e caprichar no hidratante.

Ouça este conteúdo:

 

No entanto, quando a pele ressecada se torna um problema constante, há o risco de ter consequências mais sérias. Ao se coçar, as unhas abrem fissuras na superfície da pele. Essas, por sua vez, servem de porta de entrada para microrganismos, os quais podem provocar infecções.

Para evitar complicações, confira as causas mais importantes do ressecamento da pele e saiba como resolver o problema!

Pele seca e ressecamento da pele são a mesma coisa?

Pele seca (xerodermia) é um tipo de pele, assim como mista ou oleosa. Caracteriza-se pela oleosidade insuficiente, por conta de um desequilíbrio na produção das glândulas sebáceas.

É mais comum em pessoas com dermatites atópicas, psoríase, doenças respiratórias (asma, rinite, sinusite, entre outras) e diabetes.

Pele ressecada, por sua vez, é uma condição que pode acometer todos os tipos de pele. O problema se dá de maneira mais intensa nos cotovelos, joelhos e calcanhares, locais onde a concentração das glândulas sebáceas é, naturalmente, menor.

Quais são as causas do ressecamento da pele?

Os sinais de desidratação surgem quando há um comprometimento da barreira de proteção natural.

Fatores externos são um dos responsáveis mais comuns pelo ressecamento da pele. A combinação de clima frio e banho quente, por exemplo, leva à aparência ressecada. Mas existem outros condicionantes importantes:

  • beber pouca água e se alimentar mal;
  • enxugar-se esfregando a toalha com muita força;
  • tomar sol sem proteção adequada;
  • nadar, com frequência, em piscina com cloro ou no mar;
  • vestir, constantemente, roupas e/ou calçados apertados;
  • usar medicamentos para o controle da acne ou sabonetes muito adstringentes;
  • exagerar na frequência das esfoliações;
  • deixar produtos de limpeza entrarem em contato com a pele no dia a dia etc.

Qual é a melhor maneira de hidratar a pele?

Para tratar a pele ressecada, primeiro é preciso uma mudança de hábitos em relação aos agentes externos.

Acostume-se a tomar banhos mornos, de preferência com sabonete de glicerina. Após se enxugar, passe um hidratante indicado para o seu tipo de pele. Use loções com ativos com eficácia comprovada. Por exemplo:

  • ácido hialurônico;
  • água termal;
  • manteiga de karité;
  • ceramida;
  • pantenol;
  • glicerina;
  • vitaminas B3 e E.

Se o ressecamento estiver associado a outras doenças, consulte um especialista. No caso do diabetes, por exemplo, nem todo hidratante é permitido. Fórmulas com excesso de ureia podem agravar o quadro.

Quando o problema pode ser resolvido em casa?

Na maioria das vezes o ressecamento da pele pode ser tratado em casa. Com uma boa hidratação e evitando os agentes externos prejudiciais, a barreira protetora da pele volta a se fortalecer.

Se não houver melhora significativa em até uma semana, recomenda-se ir ao médico. E tem mais: às vezes é necessário um acompanhamento multidisciplinar para tratar o problema.

Quando é preciso procurar um especialista?

Quando os sintomas são frequentes e/ou mais intensos é preciso procurar um dermatologista. Dependendo da gravidade, pode ser necessário o uso de pomadas antialérgicas e/ou medicamentos orais.

Assim, é preciso checar as possíveis causas do ressecamento da pele para saber se a hidratação basta ou se são necessárias medidas complementares. O importante é não deixar um problema fácil de resolver se agravar. Uma pele hidratada e íntegra vai muito além da estética: é uma questão de saúde!

Se você gostou do artigo, compartilhe-o e siga nosso Facebook e Instagram para mais dicas! Informação sobre cuidados dermatológicos nunca é demais!

Compartilhe nas suas redes!

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter

    Inscreva-se em nossa newsletter

    Receba mais informações sobre cuidados para a saúde em seu e-mail.

    Artigos relacionados:

    A alimentação pode interferir na recuperação da cirurgia?

    Entenda a influência dos hábitos alimentares...

    Cirurgia Plástica: é melhor operar no inverno?

    Veja quais são os benefícios de...

    Você sabe qual é a importância do RQE? A Academia da Pele te explica

    Entenda o que significa RQE, como...